Sobre nós...



A igreja foi organizada em 08 de Janeiro de 2006, sendo a primeira reunião numa casa de Festas na Rua Barreiros, onde havia, naquela noite e nas demais, uma alegria indescritível, gerada pelo Espírito Santo.   Foi assim por vários meses, até virmos para o nosso lugar de culto atual, a Rua João Romariz,47 .
 Já na Rua João Romariz, continuamos a servir ao Senhor com a mesma dedicação e simplicidade, e Deus continuou abençoando.  Aos poucos, a igreja foi sendo estruturada e avançando, mesmo diante de dificuldades que se apresentaram.
Uma das nossas marcas é a pregação legítima do Evangelho. Não nos deixamos seduzir por ventos de doutrinas nem por distorções bíblicas. Sabemos que vamos dar contas do que fazemos e ensinamos. Por isto, levamos o púlpito e a pregação a sério.
Somos uma igreja independente de outras denominações, mas totalmente dependentes do Espírito Santo de Deus.
Para nos conhecer melhor, apresento o nosso perfil, exposto em um Discipulado que fazemos com membros que são transferidos, afim de informá-los sobre o que pensamos acerca dos mais variados aspectos teológicos, eclesiológicos e sociológicos.
————————————————————————————————
A Comunidade Cristã Nova Vida, uma igreja

A Comunidade Cristã Nova Vida (CCNV) teve o seu marco inaugural em um culto num local provisório, uma casa de festas situada a Rua Barreiros, 1186, em Ramos, no dia 08 de Janeiro de 2006, ocasião esta motivada pela palavra de Deus ao coração do pastor Antonio. Já neste dia era visível o mover de Deus, e o resultado disso na vida das pessoas: alegria, comunhão, participação, expectativa… de viver as características de uma igreja saudável.
Em apenas dois meses já era perceptível a necessidade de termos um lugar definitivo, não improvisado. A freqüência aos cultos aumentava, e a necessidade de termos um lugar com maior conforto também se fazia necessária.
Localizamos um imóvel na Rua João Romariz, 47 e o locamos em Maio, passando então a um grande desafio: reformar e adaptar para se tornar uma igreja um imóvel que estava fechado há 8 anos, e que precisava de muitas reformas. O povo se envolveu, e o Deus do povo se envolveu mais ainda. Cada proposta era acolhida com entusiasmo, e a cada passo que se dava, víamos Deus abrindo o Mar para o seu povo passar. Vivemos, e ainda estamos vivendo, dias de absoluto milagre!!!!
Em apenas 60 dias fizemos uma reforma que deveria durar 6 meses. O povo se envolveu com mutirões, a equipe de profissionais se motivou, e Deus fazia tudo dar impressionantemente certo.
No dia 08 de Julho de 2006, exatamente 6 meses após o primeiro culto, inaugurou-se o belo templo da rua João Romariz, 47. Nesta ocasião, eram quase 600 pessoas celebrando ao Deus que havia operado aquele milagre, e praticamente não houve uma pessoa que não chorasse, tamanha a alegria de ver a fidelidade de Deus, em cada centímetro quadrado da obra.
Hoje, estamos estabelecidos. Cremos que isto é apenas o começo. Mas, muito mais do que estabelecidos fisicamente, estamos firmados espiritualmente debaixo da vontade de Deus, e nos estruturando eclesiasticamente para continuarmos a viver o que já somos: uma igreja saudável, muito saudável.
Por isso, este curso é tão importante. Para você e para nós. Ajude-nos a continuar saudáveis, sendo também um cristão maduro e saudável. Para isso, vamos informar algumas coisas que você precisa saber, e se adaptar a elas.

Principais Características da CCNV:

  • Uma Igreja de Relacionamentos – Mais do que um slogan, esta é uma proposta real. Somos uma igreja que procura produzir meios de seus membros se relacionarem de forma saudável, sendo amigos e companheiros não somente dentro do templo, mas fora dele também;
  • Pastores próximos de ovelhas – Cremos que pastores precisam estar próximos das ovelhas para pastorearem, conhecendo suas reais necessidades. Nossos pastores procuram ter “cheiro de ovelhas”;
  • Ênfase nas pessoas e não no patrimônio – Já temos e queremos ter cada vez mais conforto, instalações modernas, e tudo o mais que a igreja precisar. Mas nosso foco não é aumentar o patrimônio da igreja, e sim, proporcionar às vidas que aqui congregam condições de crescerem em vários aspectos;
  • Discipulado – Buscamos discípulos, não freqüentadores, nem platéia, nem adeptos. Procuramos pessoas ensináveis, que se deixem amoldar pelo que Deus quer fazer em nosso meio;
  • Formação de Líderes – Nossa intenção não é centralizar, mas pelo contrário, dar oportunidades e formar pessoas que cumpram o seu chamado Isto demanda tempo, mas vamos conseguir. Estamos trabalhando para isso!;
  • Igrejas de médio porte – Não pretendemos ter igrejas locais muito grandes. Queremos crescer até o ponto de podermos cuidar das pessoas. Não adianta crescer e perder a qualidade. Quando crescermos bastante na Sede, pretendemos abrir outras frentes de trabalho.
  • Outras características importantes:
    • Gabinete Pastoral acessível.
    • Cultos alegres e objetivos. Com alegria e descontração, mas reverente.
    • Pregação bíblica voltada para o cotidiano, com ênfase em maturidade cristã.
    • Música instrumental de qualidade, com cânticos contemporâneos.
    • Procurar aproveitar o maior número possível de pessoa para trabalhar – criar espaços.
    • Cuidado ministerial com as crianças. Para nós, a função dos professores não é “distrair as crianças” e sim, ministrar as crianças, desde o berçário.

Classificação Teológica:
A  CCNV é uma igreja pentecostal moderada. É pentecostal porque crê na contemporaneidade dos dons. É moderada porque não pratica os ritos, costumes e doutrinas de igrejas pentecostais tradicionais e também não pratica uma série de sincretismos religiosos e misticismo que várias igrejas neo-pentecostais utilizam. Cremos que Deus é equilibrado, e a Sua Palavra, também. Prezamos pela qualidade em tudo o que fazemos e pensamos.
Somos frontalmente e biblicamente contrários aos ensinos da Teologia da Prosperidade, e modismos evangélicos, tais como: movimento G12, cair na unção, quebra de maldições hereditárias, re-te-té, shofar, arca e tantos outros. São inumeráveis, infelizmente.
Quanto à Escatologia Bíblica, somos pré tribulacionistas – milenistas. Cremos que o Senhor arrebatará a Igreja invisível, e depois começará o milênio.
Quanto à salvação, somos Arminianistas, ou seja: cremos no livre arbítrio. Entendemos biblicamente que uma pessoa pode aceitar ou não o chamado de Deus. Cremos que pessoas podem apostatar da fé(1 Tm 4.1). Porém, também entendemos que a salvação não oscila: um dia salvo, outro não salvo; portanto, equilíbrio em todas as coisas é fundamental.
Batizamos por imersão, e somente adultos que professam claramente a sua fé.


Forma de Culto
A CCNV procura prestar a Deus um culto racional, como orienta a Bíblia(Rm 12.1). Uma frase que sintetiza toda a liturgia do culto em nossa igreja: louvor, palavra e oferta. Não temos por hábito a participação de muitas pessoas na plataforma, pregando, dando testemunhos ou apresentando números especiais musicais. Preocupamo-nos em oferecer um conteúdo com muita qualidade, porque nosso Deus merece, e o povo, que vem de longe ou de perto, também merece. Por isso, somos extremamente criteriosos com quem ocupa o púlpito ou lidera um grupo.

Administração:
A CCNV é uma igreja com administração centralizada no pastor presidente.
Os pastores de nossa igreja são:
  • Pastor Anderson Medeiros -  Pastor presidente da Igreja, ordenado em 31 de Outubro de 2010, casado com Renata, e pai de dois filhos: Julliana e Matheus. É diretor do LOGOS Instituto Bíblico e Cultural, Bacharelando em Teologia e formado em Liderança avançada pelo Instituto Haggai.
  • Pastora Renata Medeiros – Pastora auxiliar, casado com Anderson, com quem tem dois filhos, Julliana e Matheus. 
  • Pastora Rosana Barbosa – Pastora auxiliar, casada com Marcos, com quem tem dois filhos: Juliana e Julia. 
  • Pastora Elâni Muniz - Pastora auxiliar, mãe de dois filhos: Luis Felipe e Isabel Christine.
  • Presbítero Jairo Molinari - Presbítero casado com Ione, pai de um filho: Guilherme.

A função dos pastores é apascentar a igreja local, e isto inclui não somente alimentar o povo ao pregar de púlpito, mas estar o mais próximo possível das ovelhas, as influenciando e cuidando. Sua função é vitalícia, podendo o pastor ser transferido de acordo com necessidades. Embora a função bíblica de pastor seja específica(Ef 4.11) o pastor brasileiro precisa ser versátil: administrador, músico, pregador-profeta, apóstolo, escritor, conselheiro, construtor, etc. São admitidas mulheres ao ministério pastoral, porque cremos que Deus reconhece o ministério das mulheres, seja ele da Palavra ou outro qualquer.

Os diáconos: são reconhecidos como chamados ao ministério pelos seus pastores diretos. Suas funções básicas são: zelar pela ordem no culto, prestar assistência social, visitar, orar, ensinar, dirigir cultos e qualquer outro atributo espiritual, quando solicitado for e quando houver um chamado específico. Os diáconos não têm funções meramente administrativas/ disciplinares, mas também possuem unção para orar por enfermos e outros atributos espirituais, cada qual com sua chamada ministerial específica. Resumindo: sua tarefa é apoiar as tarefas pastorais, em quaisquer necessidades. Sua função não é vitalícia, podendo ser revogada a qualquer tempo, se necessário for. O diaconato é um ministério da igreja local. Se um diácono vem ou se transfere de outra igreja, pode ser utilizado de pronto ou não, a critério do pastor local(1 Tm 3.8).

Os líderes: Cada equipe, cada setor da igreja tem um líder específico. Seja a cantina, o coral, o grupo de homens(Homens de Bem), mulheres(Mulheres Gerando Vida), escola dominical, escola para as crianças(Nova Geração). Enfim, todos os grupos. Existe um organograma que mostra todo este quadro.

Nossos projetos, a curto, médio e longo prazo

  • Discipulado de qualidade: Além da EBC, oferecemos hoje curso de discipulado em 2 níveis, e futuramente em 3:
    • O Discipulado I é o curso para as pessoas que se convertem e querem se batizar. É um pré requisito ao batismo nas águas.
    • O Discipulado II é o curso que você está fazendo, e é específico para as pessoas que se transferem de outra igreja, e também aos que fizeram o discipulado I.
    • O Discipulado III é um curso que será ministrado aos obreiros, que visa aprimorar a ética e o caráter cristão.
  • Abertura de novas igrejas: Certamente esta não será a única igreja CCNV. Cremos que Deus tem algo a mais para nós. Não sabemos se serão algumas ou muitas. Mas queremos simplesmente estar debaixo da orientação do Senhor da igreja. Uma igreja saudável precisa se reproduzir, e assim será, ao seu tempo, sem pressa nem precipitação.
  • Comprar o prédio onde congregamos: o imóvel onde estamos não é nosso. Pagamos aluguel. Estamos orando e trabalhando para alcançarmos a compra deste imóvel, ou a aquisição de um outro que Deus nos mostrar.

Conhecendo a igreja por dentro – 1

Bem vindo! Você resolveu conhecer esta igreja. Que bom é saber que você se agradou deste lugar, e resolveu servir a Cristo junto a nós.
Queremos apresentar a você algumas características que nos esforçamos para que sejam vivas em nosso meio, e trabalhamos para que você desfrute e se adapte a elas. Vamos lá!

Igreja, um lugar de Excelência:
Toda igreja possui características e nenhuma delas enquanto instituição é perfeita. Se você veio de outra, já deve ter percebido claramente disto. Zelamos para sermos excelentes, não para nos vangloriar, mas porque cremos que Deus é um Deus de excelência, preza por isto, e merece isto.
Excelência não é um alvo fácil, nem estático. É sempre crescente, sempre exigente, sempre novo e desafiador. Mas tem muito a ver com a vida cristã pessoal: também precisamos, individualmente, ser exigentes em relação a qualidade do relacionamento espiritual que temos com Deus.
Excelência abrange higiene, iluminação, ventilação, etc do ambiente, preparo das pessoas que vão prestar serviço a outras pessoas e culto a Deus, instalações agradáveis, e tudo o mais, fisicamente falando.
Excelência abrange a certeza de que ninguém se sente envergonhado ou constrangido em chegar à Casa de Deus, quer por aparências, ou tratamento, ou o que se fala de púlpito. Ao mesmo tempo, não abrimos mão de pregar sermões proféticos, sabedores de que a profecia serve para edificar, consolar e exortar(1Co 14.3), não para matar.
Excelência abrange a qualidade de culto. De nada adianta um belo templo, limpo, organizado, pessoas simpáticas, e não haver adoração a Deus. Temos acesa em nossa mente a prioridade de cultuar a Deus. O culto precisa ser, na prática, cristocêntrico.

Igreja, um lugar de Pastoreio:
Você decidiu se agregar a uma comunidade que preza pelo pastoreio das suas ovelhas. Os pastores não são pessoas que vão tirar a sua privacidade ou que vão ser os “vigias” da vida de alguém, muito menos os “juízes”. Não é este o chamado pastoral.
A missão e a visão dos pastores da CCNV é ser bênção na vida das ovelhas que Deus nos confiou. Sabemos que a Noiva(a Igreja) não  é nossa, e sim de Cristo, o Senhor! Por isso cuidamos dela com o maior carinho, para Ele através dEle. Cuidamos das ovelhas,  mas sabemos que não são propriedades nossas, e sim, de Deus.
Nossa meta ministerial é cumprir a promessa de Deus ao seu povo:
“Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e com inteligência”(Jeremias 3.15).
Por isto, você precisa sempre reconhecer em seus pastores homens sendo usados por Deus, para abençoar a sua vida. Conte com eles!

Igreja, um lugar de Comunhão:
Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo.( 1 Coríntios 12.27   NVI)
A Igreja é chamada de “O Corpo de Cristo”, e isto tem muitos significados. Um dos principais é a consciência de que não estamos sós(espiritualmente falando) e fazemos parte de um Corpo espiritual, e operante.
Embora os membros da igreja tenham ministérios e chamados diferenciados, TODOS os membros são importantes na medida em que completam a Obra e Visão do corpo(Ef 4.11,12). Há uma ação de complemento. Somos todos individualmente incompletos, mas, no Corpo de Cristo, nos completamos. Da mesma maneira que os dedos de um corpo dependem da mão para funcionarem, e a mão, do braço, um ministério é mais bem-sucedido quando há uma retaguarda de comunhão e o sentimento submissão aos líderes de cada grupo.

Igreja, um lugar de Cura:
Um dos ministérios mais visíveis na manifestação de Jesus enquanto homem foi o ministério de cura(Mateus 15.30).
Não cremos que a cura foi algo possível somente nos 3 anos e meio do ministério de Cristo. A Bíblia nos ilustra muitas outras curas nos tempos apostólicos(At 3.6,7), na igreja primitiva, e estes tempos não cessaram. Deus continua sendo Jeová-Rafá, o Senhor que nos sara(Tg 1.17).
O homem é constituído de corpo, alma e espírito e qualquer um destes elementos pode estar, de alguma forma, enfermo. Nestes tempos de aflições e enfermidades desponta uma época fértil para buscar cura em Deus(Salmo 34.19).
Somos uma igreja pentecostal, que crê com equilíbrio nos dons do Espírito Santo, e um destes dons é o dom de Cura. Por isso, cremos que Deus deseja e pode curar, e que, por isso, insistimos em fé e oração por quanto tempo for preciso.
Deus tem poder para curar tanto o corpo(soma), quanto a alma(psyché), quanto o espírito(pneuma).         Não nos preocupamos só com um aspecto, mas cremos que a saúde de um indivíduo está relacionada aos três aspectos que o compõem.
Também cremos que durante o período da enfermidade Deus continua sendo Deus, o tempo todo. E que o fato de uma pessoa estar enferma não significa, necessariamente, que ela esteja em pecado, ou não tenha fé suficiente. Sabemos que Deus está no controle de nossas vidas quer nos momentos alegres, quer nos momentos difíceis. Ele é soberano!
“Não estou dizendo isso porque esteja necessitado, pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância. Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece.” Filipenses 4.11-13 NVI

Igreja, um lugar de Apoio:
A Igreja procura ser um lugar aonde as pessoas não sejam acusadas, maltratadas nem humilhadas, mas um lugar para que pessoas se levantem e voltem ao rumo que Deus tem para as suas vidas. Não coadunamos nem ocultamos os erros, pecados, ou situações irregulares; mas o amor que a igreja demonstra precisa ser maior do que a insatisfação com o erro. Por isso, crie no seu coração desde já uma pré-disposição para ser o apoio de alguém, ser o seu suporte(Colossenses 3.13).A igreja precisa ser um lugar que ama mais do que acusaque ajuda mais do que critica; que levanta, e não derruba.
Contudo, você pode contar em qualquer tempo com os pastores da sua igreja para aconselhamento pastoral.

Igreja, um lugar de Transformação contínua:
O processo de transformação iniciado na sua salvação não pára. E a igreja faz parte disto. Há sempre algo novo para aprender, há sempre algo para se adaptar, há sempre algo a acrescentar ao que já é bom. A Igreja, como instituição, pensa assim, e por isso, é dinâmica. E espera que seus membros também se posicionem assim(Rm 12.2).
Mudanças, transformações não são uma ameaça à estabilidade da instituição ou da pessoa. Só podem oferecer perigo se forem intensas demais e não pautadas verdadeiramente na Bíblia. As transformações pautadas na Palavra de Deus são equilibradas, porque Deus é um Deus equilibrado, e são positivas(2 Co 3.18).

Conhecendo a igreja por dentro – 2

Bom, chegamos a terceira lição! Esperamos que você esteja  ainda mais feliz com o que está sendo falado e ensinado a você.
Vamos continuar apresentando a você mais características que valorizamos. Esperamos que você se identifique e se adapte bem a elas.

Igreja, um lugar de Crescimento:
Um dos motivos para a existência da igreja  é que você cresça, se desenvolva. Nossa prioridade não é o crescimento numérico da instituição. Nossa preocupação e o nosso trabalho visa criar um corpo sadio, que se desenvolva coletiva e individualmente com saúde, com equilíbrio e temperança, evitando que diversos “vírus” infestem as vidas(Lc 2.52).
Crescimento, assim como a cura, envolve todos os aspectos do ser: corpo, alma e espírito. Talvez no corpo você já tenha crescido, mas sua alma(emoções) reflete diretamente no seu semblante, no seu corpo. Assim como também sua alma reflete o crescimento do seu espírito. Percebe? Quanto mais você se alimenta da Palavra, na igreja ou em casa, mais sua alma é edificada, fortalecida, e isto reflete no seu semblante e na sua expressão verbal.
Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema o SENHOR e evite o mal. Provérbios 3.7(NVI)
O homem bom tira coisas boas do bom tesouro que está em seu coração, e o homem mau tira coisas más do mal que está em seu coração, porque a sua boca fala do que está cheio o coração. Lucas 6:45

Concluindo, cresça espiritualmente! Se assim o fizer, você crescerá emocionalmente, prosperará, terá uma boa família, saúde, etc.
Como é feliz quem teme o SENHOR, quem anda em seus caminhos! 2 Você comerá do fruto do seu trabalho, e será feliz e próspero. 3 Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa. 4 Assim será abençoado o homem que teme o SENHOR! Salmos 128:1

Igreja, um lugar Profético:
A Igreja é um lugar de movimentos sobrenaturais. Não pode ser um lugar de reunião de um grupo, como se fosse uma associação humana qualquer.
O púlpito é o lugar da igreja de onde se originam as principais palavras proféticas, porque é do púlpito que a Palavra de Deus é lida, exposta e pregada. Por isto, não temos o hábito de, durante os nossos cultos, termos várias pessoas “entregando”palavras proféticas. Isto se dá porque cremos que a Palavra que Deus inspirou ao pregador totaliza o que Deus tem para a reunião. É plena. Não precisa de acréscimo.
Vale a pena ressaltar ainda que a igreja é sobrenatural, mas não necessariamente mística! E isto atinge frontalmente o conceito de profecia que algumas pessoas trazem consigo. A profecia pode até ser proferida na forma mais conhecida, do tipo “Eis que eu vos falo….”  mas usualmente Deus usa alguém no corpo de Cristo para de forma profética dizer uma palavra de consolo, de força, de edificação, que são as atribuições de uma profecia(1Co 14.3). Aproveite estas oportunidades durante os cultos, ao ser solicitado a falar algo a seu irmão.
Mas quem profetiza o faz para edificação, encorajamento e consolação dos homens. 1 Coríntios 14.3
Pois vocês todos podem profetizar, cada um por sua vez, de forma que todos sejam instruídos e encorajados. 1 Coríntios 14.31
Devemos fazer tudo isto com fé, com base no sobrenatural, mas também com equilíbrio e racionalmente. É possível e desejável equilibrar razão, fé e emoção. Quando se utiliza só uma ou duas destas coisas, há um perigo iminente(1Co 14.15).

Igreja, um lugar de Adoração:
É muito importante frisar que você não vem à igreja para assistir ao culto, mas sim para oferecer culto, prestar culto a Deus. Isto faz muita diferença. A primeira vista, parece que vimos à igreja para pedir algo, ou para ouvir a Palavra. Mas não é este o espírito que deve reinar na sua vida, ao se dirigir a Casa de Deus. Pedir é necessário, ouvir a Palavra é muitíssimo importante, mas se esta for a nossa principal motivação, talvez o egoísmo do indivíduo o prive de adorar a Deus, de cultuar a Deus.
Louvar a Deus é diferente de adorar a Deus, e são coisas independentes da música. A música é só uma das ferramentas para louvar e adorar a Deus. Louvamos a Deus por aquilo que Ele faz(Sl 150.2): Ele cura, Ele nos dá um emprego, nos dá uma família. Adoramos a Deus por aquilo que Ele é(Sl 96.9), independentemente do que Ele faz ou não, do que acontece na nossa vida ou não: Ele é poderoso, Ele é criador, Ele é salvador, e muitos outros atributos. Com este espírito no coração, venha sempre para adorar ao teu Criador e Salvador!!! Após adorá-lO, se você tiver motivos(e certamente sempre temos) louve-O pelo que Ele fez na sua vida recentemente. Uma vida cristã sadia deve sempre ter motivos para adorar e louvar a Deus, mesmo diante das dificuldades da vida.

Igreja, um lugar de Ensino da Palavra:
Na Comunidade Cristã Nova Vida não abrimos mão do ensino da Palavra. Ele é fundamental!!!! E é feita de modo sistemático e freqüente.
Nossos cultos são cristocêntricos e, por isso, bibliocêntricos. Você não verá uma palestra, um assunto médico em nossos cultos. Podemos até fazer isto em um dia a parte, para um grupo específico. Mas entendemos que o culto é para se cultuar! A mensagem bíblica pregada do púlpito não tem o objetivo de ser um estudo bíblico, mas uma pregação. Por isso, alguns assuntos teológicos não são aprofundados nos cultos.
Mas há uma série de opções de cursos bíblicos paralelos(você está num deles!); a Escola Bíblica Dominical para adultos, sempre com temas interessantes; do LOGOS Instituto Bíblico, que forma Bacharéis em Teologia com reconhecimento pelo MEC, através de um convênio firmado com a FAECAD; campanhas especiais que eventualmente acontecem onde estudamos o mesmo assunto durante 2, 3, ou 4 reuniões e então há um aprofundamento bíblico, teológico e também, nestes casos, profético; temos os Grupos de Vida, que visam a comunhão, mas que também abrem margem para perguntas e oração; em todos os cultos da igreja, quer quintas ou domingos, há ensino para as crianças, divididas em salas segundo a sua faixa etária. A realidade é que, para quem quer se aprofundar, há sempre uma opção! Orientamos você para que não se limite ao culto! Não leia a Bíblia só nos cultos. Leia em casa. Leia sempre que possível. Leia diariamente. Busque. Se esforce para fazer os cursos e estudos que a sua igreja promove e lhe oferece. São sempre voluntários, e você só desfrutará se desejar; mas é preciso que haja disposição para buscar a Deus. Precisamos ser como os crentes de Beréia(At 17.11)que ouvem a pregação, e conferem na Bíblia, e passam a conhecê-la melhor ainda. Quanto mais você estudar e conhecer, menos errará.
Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo. Atos 17.11

Igreja, um lugar de Solidariedade:
A igreja não pode se esquivar da sua missão social. É certo que, na igreja local, não fazemos, em relação à ação social, tudo aquilo que desejamos. Mas fazemos o possível. Sabemos que o pouco que fazemos é muito precioso para quem recebe.
A igreja de Jesus Cristo não tem por missão prioritária a ação social, mas sim, como missão secundária, embora importante.
Por possuirmos poucos recursos para assistência social, somos bastante criteriosos em relação à pessoa que vai ser beneficiada. Distribuímos cestas básicas mensalmente, mas só a quem for membro ativo da igreja, e somente durante um curto período, determinado depois de avaliação.  Assistimos as viúvas e aos necessitados domésticos da fé, ou seja, membros da igreja. Temos muito cuidado com pessoas estranhas que chegam em nosso meio pedindo todo tipo de ajuda. Cremos que uma cesta básica não é a solução da vida da pessoa, mas tem a sua importância em um determinado momento de emergência. Mas a solução do problema é outra. Geralmente, quando a pessoa é externa à igreja, o problema vai além da pobreza ou desemprego: é interior.
 Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé.  Gálatas 6.10 

Igreja, um lugar de Evangelismo:
Não dá para ser igreja, sem ser uma agência de evangelismo. Temos um grupo excelente, que visita hospitais, dá assistência espiritual a famílias, evangeliza antes dos cultos, prega, ora, vai aonde for preciso, com intrepidez e autoridade espiritual. Mas a igreja não evangeliza somente através de um grupo. Todos os que fazem parte da IGREJA são convocados por JESUS CRISTO para evangelizar.
Temos um grupo de missionários em nossa igreja que trabalha com o Evangelismo Criativo. Criam e utilizam ferramentas para alcançar, com o Evangelho, aqueles que são mais resistentes à evangelização.
Nossa igreja não tem por objetivo pescar “peixe frito”. Nossa meta é evangelizar “peixes” no aquário do mundo. Abraçamos com carinho quem chega a nós vindo de outra denominação, mas não é este tipo de homem e mulher o nosso alvo de crescimento, e sim o não-crente, mesmo que não venha para a nossa igreja, mas para que vá a qualquer igreja de Cristo.

Sendo a Igreja, dentro e fora dela
Comunidade Cristã Nova Vida não busca simplesmente ter “adeptos” ou “freqüentadores”; nossa prioridade não é ter quantidade de pessoas. Nós procuramos ter e formar discípulos, gente que ame e seja comprometida com Deus, e conseqüentemente que ame e seja comprometida com a igreja local, aos quais chamamos de membros. Para nós, um membro precisa ser uma pessoa comprometida, com Deus e com a Obra de Deus.  Por isto, é muito importante você entender o que a igreja espera poder contar com você:

Igreja, um lugar de submissão:
Submissão significa “estar debaixo da missão de”.  Fazer parte do Corpo significa estar ligado e dependente a ele, portanto, submisso. Isto é parte do processo de reconhecer a unção de Deus em alguém, de reconhecer a autoridade que Ele delegou a alguém.
Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. 2 Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. (Romanos 13.1,2)

É preciso, portanto, tratar as pessoas investidas de autoridade de maneira coerente com sua posição. Tome cuidado ao se referir a cada líder ou a cada irmão. Faça sempre com humildade e respeito, reconhecendo a autoridade investida por Deus na vida dele(a).
Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Filipenses 2:3
A submissão não é cega. Engana-se quem pensa assim. A submissão é inteligente e atenta. Nos submetemos não porque deixamos de questionar ou porque não possuímos inteligência ou personalidade, mas sim porque concordamos ou porque cremos que há uma direção de Deus para que algo seja feito de determinada maneira, através de um líder instituído por Deus. A partir do momento em que não conseguimos enxergar a direção de Deus na atitude do nosso líder(em que nível for) podemos -e devemos- repensar o nosso lugar no corpo. O que não podemos é ter comportamento de rebeldia.
1 Samuel 15:23  Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar(…)

Igreja, um lugar de companheirismo:
Companheirismo é algo que precisa estar presente no seio da igreja. Não só o companheirismo ao produzir algo para o reino, mas para produzir alegria e amizade dentro dos corações e das famílias.
Dentro de uma igreja como a nossa existem pessoas bastante diferentes; mas é impossível que não haja alguém com quem você se identifique!!! Por isto, mãos a obra! Esforce-se para descobrir alguém com quem você se identifique e vice-versa. Descubra o seu grupo de afinidades. Vocês se tornarão mais fortes.
Eclesiastes 4:12  Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.
Como começar isto? Normalmente se pretende que alguém seja nosso amigo(a). Não faça assim. Comece SENDO amigo de alguém, dando suporte a esta pessoa. Seja o melhor amigo que uma pessoa pode ter!
Colossenses 3:13  Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós;

Igreja, um lugar para ter e ser uma família:
A igreja é formada por pessoas. Se a igreja tem defeitos(e tem, realmente) é porque as pessoas tem defeitos! Não é culpa só de “A” ou “B”, mas das pessoas de um modo geral. Se você melhorar, a igreja melhora; se você piorar, a igreja pode piorar. É bem verdade que os líderes influenciam mais. Por isto, os pastores da igreja procuram ser muito criteriosos ao escolher alguém para liderar ou mesmo como trabalhador. Mas sua igreja conta com que você queira ser e ter uma família neste lugar. Isto significa que você precisa se adaptar e “ter a cara”  da família que já existe.
Gálatas 6:10  Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé.
Efésios 2:19  Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus,
Colossenses 4:6  A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.

Igreja, um lugar de contribuição:
É notório que a igreja não é sustentada financeiramente pelo governo, nem por alguma outra instituição. Por um lado, isto até é bom, porque a torna independente. Mas ela precisa de sustento financeiro, e quem faz isto são as pessoas, os membros da igreja, através dos dízimos e ofertas. Não temos o hábito de “fiscalizar” quem é fiel no dízimo ou não. A identificação no envelope é opcional, mas recomendável. Mas não há como esperar que uma pessoa que se diz membro, seja infiel participante dos dízimos e ofertas! Além de ser algo fundamental para o progresso financeiro do membro, é algo importante para o sustento dos custos da igreja. Além de tudo isto, é algo bíblico.
Malaquias 3:10  Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida.
Além da contribuição financeira, sua igreja conta com a sua contribuição de amor, de ética, de solidariedade, de trabalho, de afinco, etc.

Igreja, um lugar para amar, e não julgar:
A Bíblia afirma que nos últimos dias o amor se esfriaria de quase todos(Mt 24:12). Mas não de todos! Nós precisamos não deixar que isto contamine a igreja! Não fomos chamados para criticar, nem para julgar, mas para amar. Podemos observar os defeitos e problemas dos nossos irmãos, mas não podemos trata-los como indignos ou inferiores, porque quem os julga é Deus, que julga a todos. Lembre-se que sempre que julgamos alguém, também somos julgados. Lembre-se também que há defeitos em você, que diante de Deus devem ser tão graves quanto os pecados dos “indignos”.  Não permita que pessoas se aproximem de você e lhe façam cúmplice de calúnias, ou de fofocas. Se houver algo que você perceba realmente grave, há dois caminhos, bíblicos: o primeiro é de conversar, amorosamente, com seu irmão(Mt 18:15). Se isto não resolver, traga o problema até os seus pastores e deixe-os encarregados de cuidar da situação. Se precisar optar pela segunda proposta, não espere que os pastores executem a justiça que você planejou, mas sim que eles pastoreiem a pessoa.
Lucas 6:37 Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados;
João 7:24  Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça.
Marcos 2:17  Tendo Jesus ouvido isto, respondeu-lhes: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes; não vim chamar justos, e sim pecadores.

Igreja, um lugar de ética:
Ética é uma palavra praticamente negligenciada do relacionamento humano interpessoal. Mas a igreja faz questão de preservar valores importantes, inclusive este. Ética é algo que inclui amor, submissão, e outros itens já citados neste estudo; mas é um conceito que engloba idéias e fatos objetivos. Ética tem a ver com honestidade, com transparência, com sinceridade(mas não sinceritismo), com amizade, com respeito, com fidelidade. Por isto, seja ético ao ouvir críticas feitas por pessoas mesmo que elas não sejam éticas. Defenda sua família espiritual, seus irmãos, salientando as suas virtudes e mostrando que elas são muito superiores aos defeitos, alguns inegáveis. Não se permita sentar na roda dos escarnecedores, mesmo que estes se identifiquem como “sábios”.
Salmos 1:1 Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Igreja, um lugar para se convidar alguém:
Sua igreja é um local digno, com um culto digno, a um Deus que tem dignidade. Fazemos questão que você tenha tranqüilidade ao convidar alguém para estar conosco. Certamente os seus convidados não sofrerão vergonha ou constrangimento de nenhum tipo ao estarem conosco.
Por isto, evangelize! Lembre-se de convidar um colega de trabalho, de escola, um vizinho, um parente, um amigo, enfim, uma pessoa, para estar conosco. Seja uma benção na vida de alguém!
Atos 2:47  louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.

Igreja, um lugar para ser cheio do Espírito:
Efésios 5:18  E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito,
Um cristão sadio é aquele que não se contenta com uma vida espiritual estática. O plano de Deus para você é que sempre haja um acréscimo. Sempre haja enchimento do Espírito Santo em sua vida.
Como se consegue enchimento do Espírito Santo? Há algumas dicas:
  • Ore sem cessar(1Ts 5:17)
  • Busque os dons(1Co 12:31)
  • Não deixe de congregar(Hb 10:25)
  • Busque o reino de Deus prioritariamente(Lc 12:31)
  • Ande inspirado pelo Espírito(Rm 8:2-6)
  • Frutifique o Espírito(Gl 5:22-25)
Cada culto é uma oportunidade de recarga, de enchimento, de melhora, de cura. Se não há manifestação sobrenatural em nossas vidas, certamente a culpa não é de Deus, é nossa. Portanto, disponibilize-se para ser abençoado(a) por Deus, sendo cheio da Sua presença, através do Espírito Santo.


————————————————————————————————————————-
Se houver alguma dúvida, algum comentário, ou esclarecimento que você desejar, envie um e-mail para: secretariaccnv@gmail.com

Será um prazer atende-lo(a).

Nenhum comentário: